segunda-feira, 20 de agosto de 2012

. Talvez .

Um dia minhas palavras não passarão de letras unidas em versos e frases,
em tua vida o que quer que eu diga não fará mais sentido.
É provável que me esqueça qualquer hora,
mas não me importarei,
meu amor é como poucos,
se deixar-me,
lhe amarei,
como sempre estará em minha mente,
porém longe de ti,
tão distante quanto nuvens de algodão,
meu amor
(ah, meu amor!),
sinceramente esse amor ficará guardado em sua caixinha de cristal,
para você abrí-la quando me amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário